Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011

Marcus Tullius Cícero (106 a.C-43 a.C) foi escritor, filósofo e orador romano. Deixou profunda matéria sobre Retórica, aproxima-a da Filosofia e, pela sua revalorização, contraria a tradição filosófica grega.
No Orador, Cícero define as três tarefas do orador: quid dicat, quid-que loco, quo modo- que dizer, com que ordem, de que forma.

Este homo nouus- acusação grave na época- explica de forma clara que todas as partes concorrem para a obtenção da vitória da acção de falar em público.
Assim definida, a Retórica é uma arte da oratória que submete as regras da linguagem à expressividade do corpo e à teatrealidade da palavra.
Com Cícero percebemos que qualquer discurso é para além de escutado, observado. Com Cícero, o corpo fala.

Assim como o rosto é a imagem da alma, assim os olhos são os intérpretes. 
Cícero, Orador 



publicado por omeuinstante às 19:30 | link do post

2 comentários:
De Francisco a 21 de Setembro de 2011 às 23:30
Interessante! Grandes e velhas controvérsias.


De Cláudia S. Tomazi a 22 de Setembro de 2011 às 12:13
O sintoma de uma controvérsia e justamente a razão, pois a quem esta privilegia, senão uma maioria ou uma minoria, quando o todo deveria ser o valor da razão.


Comentar post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Horizontes

Resquícios/ Amesterdão

Uma Pastelaria em Tóquio

ViK Muniz - Lixo Extraord...

VIK MUNIZ

Dominique Wolton

Da Memória: 1974 - Uma Pi...

25 de Abril - 2017

noctua - Willie Dixon, I ...

Longe dos Homens

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Visitas
conter12
tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos
blogs SAPO