Quinta-feira, 17.12.15

A procura de uma Nova Terra — um planeta rochoso noutro sistema solar, a uma distância da sua estrela que permita água líquida na superfície e, assim, de vida — teve esta quinta-feira um novo desenvolvimento. A agência espacial norte-americana NASA anunciou a descoberta de um exoplaneta a 1400 anos-luz de distância de nós, na constelação do Cisne, que anda à volta de uma estrela idêntica ao Sol e a uma distância aproximada à que separa a Terra do Sol.

 

Ler



publicado por omeuinstante às 18:36 | link do post

Segunda-feira, 31.03.14

 

O físico norte-americano Alan Guth propôs, em 1980, a ideia de que quase imediatamente após o Big Bang – a cataclísmica explosão que criou o espaço e o tempo, há uns 13.800 milhões de anos –, o Universo, que era inicialmente um grãozinho microscópico, adquiriu de forma incrivelmente rápida mais ou menos o tamanho de uma bola de futebol. Esta brutal “inflação” – a palavra é de Guth – permitia, nomeadamente, explicar por que é que o Universo é tão uniforme em todas as direcções.

 

 Ciência Público

 

 



publicado por omeuinstante às 13:12 | link do post

Quinta-feira, 12.07.12

 Um livro espantoso, que conheci através de um aluno.

 A obra dá-nos a conhecer o significado de um número e o seu contributo para a formação da história das mentalidades. Como refere Seife no capítulo 0 " (...) o zero moldou a visão que a humanidade  tem do universo  - e de Deus". Não são páginas sobre números, portanto.

 

O problema do Zero consiste em que não precisamos de o utilizar nas operações da vida quotidiana. Ninguém sai para comprar zero peixes. De certo modo, é o mais civilizado de todos os cardinais e o seu uso só nos é imposto por modos de pensar elaborados. 


Charles Seife, Zero - A Biografia De Uma Ideia Perigosa, Gradiva.

 

Obrigada, Jorge Moniz.

 

Pode saber mais  aqui



publicado por omeuinstante às 21:00 | link do post

Segunda-feira, 09.07.12

O que é uma coisa? Por que é que os objectos ( uma mesa, por exemplo) têm massa? A descoberta do Bosão de Higgs, uma partícula, mas também um campo do universo, contribui para a explicação destas questões. A existência do Bosão resulta do questinamento permanente acerca da natureza do espaço e representa uma pequena porta de leitura do universo, dizem os cientistas; do futuro, penso eu.

 

 




publicado por omeuinstante às 23:51 | link do post

Quinta-feira, 28.06.12

Novos estudos sobre o racismo dizem que no cérebro há um conflito entre ter atitudes racistas e ser-se neutro. Será?

Pode ler mais Aqui.



publicado por omeuinstante às 13:19 | link do post

Segunda-feira, 02.04.12

Os sonhos afiguram-se como estradas de acesso ao inconsciente e ao cérebro onde estão despidos e sem necessidade de interpretação. Diz-se.Também, mapas e modelos de realidade virtual.  Certo, certo é que não podemos não sonhar.
Hoje no Público. 



publicado por omeuinstante às 14:05 | link do post

Terça-feira, 07.02.12

Vygotsky ensinou que uma palavra que não representa uma ideia é uma coisa morta, da mesma forma que uma ideia não incorporada em palavras não passa de uma sombra.

Os estudos científicos desenvolvidos pela Universidade de Berkeley, publicados na revista científica PLoS Biology, continuam a destapar a roupagem interna da palavra . Mais um passo para a compreensão de que o sentido das palavras é simultaneamente pensamento e linguagem. 

 

Aqui.




publicado por omeuinstante às 12:00 | link do post

Segunda-feira, 30.01.12

Para Gaston Bachelard ( 1884-1962), a ciência e o senso comum diferem uma vez que fazem parte de esferas cognitivas diferentes. Estamos perante aquilo a que ele chama "corte epistemológico", momento que afasta a ciência dos ruídos exteriores, "os obstáculos epistemológicos".



publicado por omeuinstante às 12:42 | link do post

Segunda-feira, 16.01.12

O que vamos sabendo do Universo. A cores.

 

http://www.publico.pt/Ciências/branca-como-a-neve-os-astronomos-identificaram-a-cor-da-via-lactea-1528794

 

 

 






publicado por omeuinstante às 10:33 | link do post

Sábado, 08.10.11

Luís Archer (1929-2011), padre de coração, cientista de profissão, morre, hoje, aos 85 anos. Jesuíta e biólogo, foi pioneiro da investigação genética molecular. 

Une dois mundos, ciência e Religião.

 

A ideia é que o homem é uma coisa mecânica e que podemos criar uma espécie melhor, com uma programação informática em vez do cérebro, etc. E o homem acabará com sentimentos e afectos, e será reduzido a reacções químicas e a potenciais eléctrodos que podem ser inseridos no indivíduo. Será uma nova espécie e o homem acaba. Há livros do [Francis] Fukuyama que falam no último homem que existirá na Terra e os [que virão a seguir] são seres pós-humanos.

 

 Extracto de uma entrevista de 2006

Aqui 



publicado por omeuinstante às 19:19 | link do post

Domingo, 05.06.11

O chamado efeito borboleta explica o que os cientistas chamam teoria do caos – princípio que afirma que uma pequena ocorrência pode ter conseqüências imprevisíveis.

 



publicado por omeuinstante às 16:25 | link do post

Sábado, 05.02.11

Digam “Olá!” à Kepler-11a: a estrela com cinco planetas mais próximos que Mercúrio do Sol



publicado por omeuinstante às 11:03 | link do post

Quarta-feira, 12.01.11

Há duas coisas infinitas: o Universo e a tolice dos homens. Mas não tenho certeza do que afirmo sobre a questão do universo.


Albert Einstein



publicado por omeuinstante às 12:00 | link do post

Segunda-feira, 10.01.11

O tempo é uma ilusão produzida pelos nossos estados de consciência à medida em que caminhamos através da duração eterna.

 

Isaac Newton

 



publicado por omeuinstante às 17:48 | link do post

Quinta-feira, 30.12.10

À medida que o conhecimento aumenta, o espanto aprofunda-se.

 

C. Morgan



publicado por omeuinstante às 11:00 | link do post

Quarta-feira, 03.11.10

A coisa mais bela que podemos experimentar é o mistério. Essa é a fonte de toda a arte e ciências verdadeiras.

 

Albert Einstein



publicado por omeuinstante às 23:52 | link do post

Terça-feira, 12.10.10

No diálogo entre o universo e o homem, é o homem quem conduz o interrogatório.

 


Albert Jacquard



publicado por omeuinstante às 12:00 | link do post

Terça-feira, 20.07.10

O que é que legitimamente se deve fazer, em democracia, quando um qualquer governo não quer governar?

 

A ciência é, de algum modo, como a democracia. Não há nada de transcendental que assegure a sua existência: esta tem de ser mantida todos os dias pelos que participam nela.

Jorge Dias de Deus, Da Crítica da Ciência à Negação da Ciência, Gradiva, 2003, pág 12

 

Apliquemos, mesmo sendo por imitação, esta teimosia à contingência dos nossos lugares.

Simples. Sem crítica.



publicado por omeuinstante às 20:15 | link do post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Nova Terra

Ecos Primordiais

Zero - A Biografia De Uma...

Bosão de Higgs

Razões de Um Mundo Menor

Como Realidade Virtual

Raízes

Rupturas

Branca como a Neve

Luís Archer

Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Visitas
conter12
tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos
blogs SAPO