Sábado, 13.04.13

 

 

 Obras de Paula Rego deixam Casa das Histórias

 

 

 

A Companhia de teatro A Barraca fecha portas



publicado por omeuinstante às 15:36 | link do post

Segunda-feira, 09.07.12

O Homem é o animal mais domesticado da natureza. A bem dizer, neste afastamento da natureza, o Homem asselvaja-se.



publicado por omeuinstante às 18:33 | link do post

Quarta-feira, 15.06.11

Toda a realização cultural é uma reflexão sobre a condição humana através do tempo. 



publicado por omeuinstante às 21:21 | link do post

Quarta-feira, 09.02.11

A escola pode aperfeiçoar o artista, criá-lo, nunca; porque não se melhora senão o que já existe.

 

Paolo Mantegazza (1831-1910) neurologista, fisiologista e antropólogo



publicado por omeuinstante às 19:10 | link do post

Terça-feira, 09.11.10

A verdadeira divindade do homem branco é o metal redondo e o papel forte a que ele chama dinheiro. O dinheiro é o objecto do seu amor; o dinheiro é a sua divindade (...) muitos há que pelo dinheiro sacrificam o riso, a honra, a consciência, a felicidade e até mesmo a mulher e os filhos (...)

 

Discurso de Tuavi, chefe da tribo índia de Teavéa nos mares do sul



publicado por omeuinstante às 19:50 | link do post

Segunda-feira, 08.11.10

 

O animal encontra-se até certo ponto encerrado num círculo: o seu comportamento e a sua acção dependem das mensagens que recebe, e tais mensagens são elas próprias função do seu organismo biológico. No homem, pelo contrário o círculo quebrou-se. O seu comportamento deixou de estar exclusivamente dependente de um sistema de código inscrito na sua constituição biológica. Como ser fundamentalmente desprovido de recursos naturais, o homem deve criar o meio de que precisa: esta criação fomenta um novo tipo de formas a que chamamos culturais e que opomos às formas naturais que constituem o ambiente do animal. Talvez alguém me contraponha que alguns animais, tal como as abelhas ou as formigas, possuem a capacidade de modificar a natureza pelo seu trabalho e conseguem criar um meio exterior que lhes esteja adaptado. O que separa o homem destes animais é o facto de ele reflectir acerca do meio exterior que acaba de criar, de modo a fazer surgir um outro novo, e assim, seguidamente, sem que seja possível pôr termo a tal processo.

A insatisfação é essencial ao homem.

Henri Niel, O criador de Símbolos

 

 



publicado por omeuinstante às 15:24 | link do post

Sábado, 23.10.10

O homem enquanto animal aflito e infinito, recorre à linguagem para se organizar. Através da palavra configura e amplia a experiência. Cria cultura.

 

O mundo real está constantemente a impor-se-nos, mas é a cultura que nos diz o que é a realidade.

Frank Smith (1994) Pensar, Lisboa, Instituto Piaget



publicado por omeuinstante às 01:35 | link do post

Terça-feira, 24.08.10

As diferenças (entre culturas) não implicam necessariamente conflito e o conflito não implica necessariamente violência.

Samuel Huntington

 

Há sempre estranheza quando os indivíduos pertencentes a uma cultura contactam com outra diferente da sua.

Nos nossos dias continuam visíveis atitudes etnocêntricas, embora se reconheçam ilhas de interculturalidade.

Ultrapassemos regionalismos. Dialoguemos como cidadãos do mundo.

É urgente a prática diária da tolerância.

Este não é o caminho.




publicado por omeuinstante às 20:00 | link do post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Cegueira

Homem Doméstico

Fragmentos

Do Que Já É

Como uma divindade

O Criador de Símbolos

Animal Aflito

um mundo menor 01

Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

29
30
31


Visitas
conter12
tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos
blogs SAPO