Quinta-feira, 22.12.11

Somos quem se apresse.
Do tempo a passada
tornai-a por nada
no que permanece.

Tudo o que acelera
foi depressa e vão,
no que fica espera
nossa iniciação.

Ao tentardes voo,
juvenil ardor
não gasteis em vão.

Tudo repousou:
o livro e a flor,
luz e escuridão.

R. M. Rilke, Os Sonetos a Orfeu, Quetzal,p.30



publicado por omeuinstante às 15:00 | link do post

Sábado, 03.09.11

Existe um grande número de pessoas na sala de leitura, mas uma há que não está ciente delas. As pessoas estão dentro dos livros. Movem-se, por vezes, dentro das páginas, como dormentes alternando-se entre dois sonhos. Ah, como é bom estar entre pessoas que lêem.

 

 Rilke



publicado por omeuinstante às 15:12 | link do post

Domingo, 05.12.10

 

Floresceu, sem cessar, todo um verão
na árvore obstinada, noite e dia

(...)

 

Rilke

 



publicado por omeuinstante às 18:39 | link do post

Dançarina Espanhola

Como um fósforo a arder antes que cresça
a flama, distendendo em raios brancos
suas línguas de luz, assim começa
e se alastra ao redor, ágil e ardente,
a dança em arco aos trémulos arrancos.

E logo ela é só flama, inteiramente.

Com um olhar põe fogo nos cabelos
e com a arte subtil dos tornozelos
incendeia também os seus vestidos
de onde, serpentes doidas, a rompê-los,
saltam os braços nus com estalidos.

Então, como se fosse um feixe aceso,
colhe o fogo num gesto de desprezo,
atira-o bruscamente no tablado
e o contempla. Ei-lo ao rés-do-chão, irado,
a sustentar ainda a chama viva.
Mas ela, do alto, num leve sorriso
de saudação, erguendo a fronte altiva,
pisa-o com seu pequeno pé preciso.

 

Rilke

 



publicado por omeuinstante às 12:15 | link do post

Sexta-feira, 05.11.10

Se o quotidiano lhe parece pobre, não o acuse: acuse-se a si próprio de não ser bastante poeta para conseguir apropriar-se das suas riquezas.

(...)

Mergulhe em si próprio e sonde as profundidades onde a sua vida brota. Só lá encontrará a resposta à pergunta (...).

 

Rainer Maria Rilke, Cartas a um Jovem Poeta, Contexto, 1994, pp 18-19



publicado por omeuinstante às 11:00 | link do post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Repouso

Do Leitor

Da Firmeza

Dança em Arco

Carta de Poeta

Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

29
30
31


Visitas
conter12
tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos
blogs SAPO