Domingo, 30 de Outubro de 2011


publicado por omeuinstante às 20:00 | link do post

Nas democracias ocidentais, o conceito de cidadania é pensada como um conjunto de direitos civis, portanto, políticos. Compete-nos exerce-los no espaço público.



publicado por omeuinstante às 15:39 | link do post

Brancas, suaves mãos de irmã 
Que são mais doces que as das rainhas, 
Hão de pousar em tuas mãos, as minhas 
Numa carícia transcendente e vã. 

E a tua boca a divinal manhã 
Que diz as frases com que me acarinhas, 
Há de pousar nas dolorosas linhas 
Da minha boca purpurina e sã. 

Meus olhos hão de olhar teus olhos tristes; 
Só eles te dirão que tu existes 
Dentro de mim num riso d’alvorada! 

E nunca se amará ninguém melhor; 
Tu calando de mim o teu amor, 
Sem que eu nunca do meu te diga nada!... 

Florbela Espanca, A Mensageira das Violetas



publicado por omeuinstante às 09:00 | link do post

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011



publicado por omeuinstante às 21:00 | link do post

-Se há uma religião? Todos os dias de lua cheia, nós nos reunimos para dar graças a Deus, os homens num grande templo de cedro, as mulheres em outro, para evitar distracções, bem como todos os pássaros num bosque, e os quadrúpedes num belo prado. Agradecemos a Deus todos os bens que nos proporcionou. Temos principalmente papagaios, que pregam às mil maravilhas.

 

Voltaire, A Princesa da Babilónia

 




publicado por omeuinstante às 18:08 | link do post

As noites escuras deram-me estes olhos escuros, mas eu usá-los-ei para procurar a luz.

 

Gu Cheng 



publicado por omeuinstante às 17:57 | link do post

O que eu queria dizer-te nesta tarde
Nada tem de comum com as gaivotas

 

Sophia de Mello Breyner Andresen, Obra Poética



publicado por omeuinstante às 09:00 | link do post

Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011


publicado por omeuinstante às 21:00 | link do post

Esses que pensam que existem sinônimos, desconfio que não sabem distinguir as diferentes nuances de uma cor.

 

Mario Quintana, Caderno H

 

 

 

 



publicado por omeuinstante às 09:00 | link do post

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011


publicado por omeuinstante às 21:00 | link do post

Aquém de tudo o que resta: desclientelizar Portugal.



publicado por omeuinstante às 15:42 | link do post

 Pelo dedo se conhece o gigante.



publicado por omeuinstante às 13:50 | link do post

Nada é inacessível no silêncio ou no poema. 
É aqui a abóbada transparente, o vento principia. 
No centro do dia há uma fonte de água clara. 
Se digo árvore a árvore em mim respira. 
Vivo na delícia nua da inocência aberta. 

António Ramos Rosa, Volante Verde



publicado por omeuinstante às 12:00 | link do post

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011



publicado por omeuinstante às 19:34 | link do post

Respiro melhor agora que passaram as horas dos encontros.

 Álvaro de Campos

 

          (Cinzas de Edvard Munch)



publicado por omeuinstante às 14:00 | link do post

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011

Platão, escritor de fina ironia, apresenta, ao longo da sua vasta obra, o pensador como um artista. Não admira. Foi invulgarmente dotado para a representação dramática e para a comédia. Sem surpresa, portanto, o Diálogo, como forma de investigação racional; e de exposição das Ideias. Entretanto, pelo caminho, na República, conflitua com os poetas.
 



publicado por omeuinstante às 14:41 | link do post

O medo, neste século, já não é um produto artesanal.

Os aviões bombardeiros

- ou, em tempo de paz, as falências imprevistas-

impressionam pela tecnologia posta em acção.
Hoje, passa-se fome de modo bem mais moderno

do que no século XVIII, por exemplo.

 

Gonçalo M. Tavares, Uma Viagem à Índia, Caminho, p. 155



publicado por omeuinstante às 09:00 | link do post

Domingo, 23 de Outubro de 2011



publicado por omeuinstante às 20:23 | link do post

Há um país assim.

 

Nesta Cidade-Mundo

quem poderá entoar

um cântico de júbilo?

 

O real

       O manto da invenção

            Árvores de lágrimas

                Florestas de papel

                     Impotência tudo

 

Um desvalor

enche o nosso coração

 

Ana Hatherly, rilkeana, Assíro & Alvim, p. 71



publicado por omeuinstante às 16:46 | link do post

Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Partindo de um episódio de guerra em Angola, António Lobo Antunes escreve Comissão das Lágrimas, livro denso e sombrio. Um canto  de espanto. Doloroso. 

 



publicado por omeuinstante às 10:00 | link do post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Procida

A Sociedade do Cansaço

Ficções do interlúdio

As Noites Afluentes

A Árvore Dos Tamancos

Futuros Distópicos

Fragmento do Homem

No espaço vazio do tempo ...

A Nova Ignorância

Dia das Mulheres

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos

Junho 2019

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

blogs SAPO