Domingo, 31 de Agosto de 2014

 

 

Somos todos prisioneiros do labirinto do Tempo. Um sufoco, que urge viver. É este o paradoxo de que se alimentam os homens. É esta a aventura humana.

 

 

A nossa situação é a de Teseu caminhando às escuras num labirinto a que o fio de nenhum amor conduzirá ao lugar vazio de um Minotauro inexistente. O apocalipse não nos vem do exterior. Somos nós quem o transporta.

 

Eduardo Lourenço, O Espelho Imaginário



publicado por omeuinstante às 16:47 | link do post

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

 

Richard Serra (San Francisco, 1939) está presente no Museu Rainha Sofia.

 

Através do título acedemos à compreensão da obra. Serra interliga dois acontecimentos históricos: o massacre de civis em Guernica (1937) e o ataque da Força Aérea norte-americana na cidade líbia de Bengasi (1986). 

 

 

 

( foto mceuprudencio)

 



publicado por omeuinstante às 20:49 | link do post

 

 Provérbio flamengo:

" O mundo é como um carro de feno, e cada um colhe o que pode."

Diz-se que este ditado serviu de mote ao quadro "O Carro de Feno", de Bosch, que se encontra no Museu do Prado. 

 

 

  

Bosch, O Carro de Feno
( Museu do Prado, Madrid)



publicado por omeuinstante às 20:11 | link do post

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

 

O Universo é feito essencialmente de coisa nenhuma.
Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.
Espaço vazio, em suma.
O resto, é a matéria.
Daí, que este arrepio,
este chamá-lo e tê-lo, erguê-lo e defrontá-lo,
esta fresta de nada aberta no vazio,
deve ser um intervalo.

António Gedeão



publicado por omeuinstante às 16:09 | link do post

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

 

 A Filipa está de parabéns...

 

Porque ganhou o Best Student Paper Award (melhor trabalho de investigação de aluno de doutoramento a nível mundial), no URSIGRASS - 2014, a 31ª Assembleia Geral e Simpósio Científico (31st URSI General Assembly and Scientific Symposium) da União Internacional da Rádio Ciência que está a decorrer em Pequim (16 a 23 de Agosto de 2014).

 

 

Saudades tuas, querida filha!

 

 

 

 

 

 

Fotos via Skype



publicado por omeuinstante às 17:04 | link do post

Quarta-feira, 13 de Agosto de 2014

 

Filho de cherne sabe nadar

 

 



publicado por omeuinstante às 14:34 | link do post

 

Morre, aos 63 anos, o actor Robin Williams (21 de julho de 1951-11 de agosto de 2014).

 

 

 

 

Ó Capitão! meu Capitão! Finda é a temível jornada,
Vencida cada tormenta, a busca foi laureada.
O porto é ali, os sinos ouvi, exulta o povo inteiro,
Com o olhar na quilha estanque do vaso ousado e austero.
Mas ó coração, coração!
O sangue mancha o navio,
No convés, meu Capitão
Vai caído, morto e frio.

Ó Capitão! meu Capitão! Ergue-te ao dobre dos sinos;
Por ti se agita o pendão e os clarins tocam teus hinos.
Por ti buquês, guirlandas… Multidões as praias lotam,
Teu nome é o que elas clamam; para ti os olhos voltam,
Capitão, querido pai,
Dormes no braço macio…
É meu sonho que ao convés
Vais caído, morto e frio.

Ah! meu Capitão não fala, foi do lábio o sopro expulso,
Meu calor meu pai não sente, já não tem vontade ou pulso.
Da nau ancorada e ilesa, a jornada é concluída.
E lá vem ela em triunfo da viagem antes temida.
Povo, exulta! Sino, dobra!
Mas meu passo é tão sombrio…
No convés meu Capitão
Vai caído, morto e frio.

 

Walt Whitman

 

 

 



publicado por omeuinstante às 13:53 | link do post

Terça-feira, 12 de Agosto de 2014

 

 Gerês, 12 de Agosto

 

Aniversário

 

Mãe:

Que visita tão pura que me fizeste

Neste dia!

Era a tua memória que sorria

Sobre o meu berço.

Nu e pequeno como me deixaste,

Ia chorar de medo e de abandono.

Então vieste, e outra vez cantaste,

Até que veio o sono.

 

Miguel Torga, Diário IV, Coimbra (1973), pág 111.

 

 



publicado por omeuinstante às 12:12 | link do post

Quarta-feira, 6 de Agosto de 2014

 

 

 

 

 

 



publicado por omeuinstante às 21:04 | link do post

 

 

 

 



publicado por omeuinstante às 16:21 | link do post

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por omeuinstante às 14:09 | link do post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Procida

A Sociedade do Cansaço

Ficções do interlúdio

As Noites Afluentes

A Árvore Dos Tamancos

Futuros Distópicos

Fragmento do Homem

No espaço vazio do tempo ...

A Nova Ignorância

Dia das Mulheres

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos

Junho 2019

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

blogs SAPO