Terça-feira, 18 de Dezembro de 2012

A regressão dos direitos socias não tem fim. Tendo como pretexto a crise conjuntural que atrofia os mercados, diz-se, prossegue, sem regras, o desmantelamento do sistema de segurança social, operando uma ruptura drástica nos seus princípios organizadores. Maria Clara Murteira, economista e professora da faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, refere que são desconhecidos, até ao momento, os contornos do projecto de "refundação do Estado". Certo, certo é que o rosto do projecto neoliberal revela-se; e revela-se incapaz de assegurar um destino colectivo de segurança económica e justiça social.



publicado por omeuinstante às 12:19 | link do post

3 comentários:
De Anónimo a 18 de Dezembro de 2012 às 23:20

O pior é que vai ter fim, e próximo.

Fico confusa com esta amálgama de neoliberalismo com o seu contrário: se fosse neoliberalismo não haveria impostos.

É algo de mais iníquo ainda...

- Isabel X -


De Peter a 20 de Dezembro de 2012 às 13:13
Um bom Natal com muita alegria e amor


De omeuinstante a 22 de Dezembro de 2012 às 19:54
Obrigada. Feliz Natal.



Comentar post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

As Noites Afluentes

A Árvore Dos Tamancos

Futuros Distópicos

Fragmento do Homem

No espaço vazio do tempo ...

A Nova Ignorância

Dia das Mulheres

Dia Internacional da Mulh...

Noctua - Schubert

Do Risco Existencial

Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos
blogs SAPO