Sexta-feira, 13.04.12

Em Creta, com o Minotauro,
sem versos e sem vida,

sem pátrias e sem espírito,

sem nada, nem ninguém,

que não o dedo sujo,

hei-de tomar em paz o meu café.

Jorge de Sena, Antologia Poética, Guimarães, pág. 194 

 



publicado por omeuinstante às 09:00 | link do post

Sábado, 08.10.11

No instante da partida
há sempre uma demora
não do tempo - da vida.

Jorge de Sena 



publicado por omeuinstante às 10:09 | link do post

Domingo, 21.08.11

Conheço o sal da tua pele seca
depois que o estio se volveu inverno
da carne repousando em suor nocturno.
(...)


Jorge de Sena 



publicado por omeuinstante às 17:00 | link do post

Quinta-feira, 16.06.11

Tem tanta pressa o corpo! E já passou,

quando um de nós ou quando o amor chegou.
 



publicado por omeuinstante às 12:53 | link do post

Sexta-feira, 03.06.11

Ah, povo, povo, quanto te enganaram
sonhando os sonhos que desaprenderas!
e quanto te assustaram uns e outros,
com esses sonhos e com o medo deles!
E vós, políticos de ouro de lei ou borra,
guardai no bolso imagens de outras Franças,
ou de Germânias, Rússias, Cubas, outras Chinas,
ou de Estados unidos que não creem
que latinada hispânica mereça
mais que caudilhos com contas na Suiça (…)

Jorge de Sena – in: Não, não, não subscrevo.
Revista VISÃO Nº 950 – 19 a 25 de Maio de 2011 – Pág.60



publicado por omeuinstante às 10:00 | link do post

Sábado, 07.05.11

Esqueço-me de ouvir cheirar a Terra,

 

esqueço-me que vivo...E anoitece.

 

 

Jorge de Sena, Antologia Poética, Guimarães, p. 57



publicado por omeuinstante às 16:37 | link do post

Terça-feira, 03.05.11

Cria-se da angústia uma cadeira para assistir à noite.

 

Jorge de Sena, Antologia Poética, Guimarães, p. 32



publicado por omeuinstante às 17:34 | link do post

Quinta-feira, 21.04.11

 

Apreender

I

Passo a minha mão pela tua cabeça,

recurvamente, atentamente, e só com dedos brandos,

olhando-a como passa e vendo onde passou.

 

Quero tanto saber o que tu pensas.

 

IV

 Porque esperaste, ciente, a pele da minha mão?

 

 

Jorge de Sena, Antologia Poética, Guimarães, pp. 96,97



publicado por omeuinstante às 16:11 | link do post

Sábado, 01.01.11

Eternidade

Vens a mim
pequeno como um deus,
frágil como a terra,
morto como o amor,
falso como a luz,
e eu recebo-te
para a invenção da minha grandeza,
para rodeio da minha esperança
e pálpebras de astros nus.

Nasceste agora mesmo. Vem comigo.

Jorge de Sena



publicado por omeuinstante às 13:00 | link do post

Sábado, 18.12.10

Que música levaria para uma ilha?


A arte da fuga, de J.S.Bach, na orquestração de Scherchen;Turandot, de Puccini, com a Nilsson e o Bjorling e a Tebaldi; O Cavaleiro da Rosa, de Richard Strauss, com a Schwartzkopf, e o Karajan a dirigir; levava o Gieseking a tocar os prelúdios de Debussy; a Sétima sinfonia de Beethoven, dirigida pelo Karajan; aPrimeira Sinfonia de Brahms, dirigida por Markévitch; os discos de Ciccolini tocando a música de Erik Satie, para piano; o Fischer-Dieskau a cantar lieder de Schumann; Gerard Souzay a cantar os de Duparc (especialmente por causa de L’Invitation au Voyage); o disco do Bernstein com a suite do Pássaro de Fogo, de Stravinsky, e o Romeu e Julieta de Tchaikovsky.

 

Jorge de Sena, 1968




publicado por omeuinstante às 17:01 | link do post

443245.jpeg
Sem a música, a vida seria um erro. Nietzsche
links
posts recentes

Em Creta

fragmentos

pele

Da Espera

Caudilhos

Clarão

Presenciar

Saber Aquilo Que Nem sabe...

Nasceste Agora

Da Música

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26

28
29
30


tags

arte

cinema

david mourão-ferreira

educação

estética

eugénio de andrade

fernando pessoa

filosofia

fragmentos

leituras

literatura

livros

miguel torga

música

noctua

pintura

poesia

política

quotidiano

sophia de mello breyner andresen

todas as tags

arquivos

Junho 2020

Maio 2020

Junho 2019

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

blogs SAPO